quinta-feira, 19 de julho de 2007

Uma quadra de Manoel Filó


Parecendo ter ciúme
Chega apressado o orvalho
Fiscalizando o perfume
Na rosa virgem do galho.

Um comentário:

Tere disse...

Caracasssssssssss mandô bem, poeta! Adoro quadras, cordel, e tudo que é da famia, mas essa... como diziam na minha terra: "tá um luxo"!!! Parabénsssssssssssss
abraços do sudeste,
tere