quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Festa da gôta!


Festa da gôta!

Estive no último dia 13, deste mês de Dezembro que hora acaba, na casa do Mestre das Artes da Paraíba, e do Mundo, Zé de Cazuza, para festa de comemoração de seus 80 anos de idade, oito décadas de existência e sete de poesia.

Uma senhora festa com direito a tudo em fartura, desde o comum em todas as festas; comida, bebida, gente, até o diferencial na casa do Mestre, muita poesia. Foi um grande ajuntamento de poetas, apologistas, declamadores, cantadores... e tudo mais que nos remeta ao universo do verso.

Do mais velho ao mais novo, dos presentes, todos transpiravam poesia, todos tinham no sangue o germe do repente. Uma festa digna de um dos grandes representantes desta arte tão rica e tão representativa da nossa gente.

Na ocasião, o Mestre Zé, aproveitou e relançou sua enciclopédia dos grandes repentes, o livro Poetas Encantadores, revisado e ampliado, e com uma galeria de fotos valiosa. Em breve, estaremos fazendo uma festa dessas, de relançamento do livro, aqui pelas beiradas do açude grande.

Quem quiser ver um pouco do que foi a festa do mestre, Clique no link abaixo.
Um abraço em todos!

http://www.youtube.com/watch?v=hAG2UFEk8OM

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Festa pra Zabé da Loca!


Clique na imagem!

Na Cachaçaria Matulão



É isso ai! Nossa Cachaçaria está cum a gôta! Na foto de cima está a equipe da Matulão com o poeta Lourinaldo Vitorino, que esteve nos visitando esses dias e, em breve, vem pra fazer uma apresentação pra gente. É só aguardar!

Na foto abaixo, uma tropa de peso, o Poeta Jr. do Bode, o nosso Maestro Spok, o artista que criou nossa decoração, Karoba Nunes e os poetas; Marcos Passos, Ésio de Siqueira, Meca Moreno e Robério.

Venham visitar a gente também!!!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Em breve!!!


Nossa Cachaçaria!!!

A Cachaçaria Matulão, que fica no Box 34, no Mercado da Boa Vista, tem a pretensão de transformar-se, não apenas, em ponto de encontro para degustação do precioso liquido, mas de ser Ponto de Cultura, da nossa cultura sertaneja, atraindo para o local, lançamentos de livros, CDs, organizar recitais poéticos, apresentações musicais e tudo mais que envolva a nossa arte e nossos artistas.
Além das cachaças, essas vindas de várias partes do Brasil, teremos choops, wuisques, charutos e cigarrilhas, e vários produtos de origem sertaneja como; carne de bode, queijos, pimentas, doces, e muito, mais muito mais coisas da nossa terra.
Você é nosso convidado. Venha e desfrute de nosso bom atendimento.
Org. Wagner Morais e Jorge Filó.
Nosso e-mail; cachacariamatulao@gmail.com

O que? Inauguração da Cachaçaria Matulão
Onde? Mercado da Boa Vista [Box 34]
Quando? Dia 18 de dezembro
Que horas? A partir das 16h

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Mestres da poesia!!!

O Mestre Dedé e eu na Rádio Folha FM


MEU PAPAI NOEL DE CASA
Dedé Monteiro


Os sinos tocam contentes.
Aí, Papai Noel sai,
Distribuindo presentes,
Como se fosse outro pai.
Durante essa missão sua,
Desce rua, sobe rua,
Sobe morro, morro desce…
Palmilha todo o terreno.
Só meu casebre pequeno,
Papai Noel desconhece.

É porque eu não conheço
Onde Papai Noel mora.
Senão, o meu endereço
Eu ia enviar-lhe agora.
Escrevia um bilhetinho,
Pra lhe contar direitinho,
Onde fica o meu chalé.
Se dizem que ele advinha,
Por que só minha casinha
Ele não sabe onde é?

Quer saber o que se dava
Se papai fosse um ricaço?
Papai Noel não errava
As grades do meu terraço.
Chegava fora de hora,
Rondava a casa por fora,
Pela chaminé descia
E, em silêncio e sorrindo,
Deixava um presente lindo,
Pegava o saco e saía.

Chaminé muito enfeitada,
Minha palhoça não tem.
Mas, duma lata amassada,
Papai fez uma também.
Mas, se o senhor entender
Que ela não vai lhe caber,
Eu deixo aberta a janela.
Aí, se o senhor cansar
E achar que não deve entrar,
Jogue o presente por ela.

Reclamando desse jeito,
Talvez, eu esteja errado.
Pois, meu mocambo foi feito
Num lugar muito atrasado.
Lá, Papai Noel não passa,
Porque nem tem luz, nem praça,
Nem parque de diversão…
Esse Papai Noel nobre,
Não liga menino pobre
Que vive de pés no chão.

Mas, papai que é mais humano,
Este ano me falou:
“Se Deus quiser, para o ano,
Seu Presente eu mesmo dou!”
Papai é papai de fato.
Não é papai de boato,
Como esse Noel que atrasa.
Meu papai é tão fiel,
Que não há Papai Noel
Como esse que eu tenho em casa!!!
...

Com chave de ouro!!!


terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O Cordel está em alta!!!

Isso sim é um trabalho de grande impacto cultural para o cordel.

Um acervo de mais de 7.000 [sete mil] cordéis catalogados pela pesquisadora Maria Alice Amorim, uma de nossas maiores entusiastas deste gênero, já com tese de mestrado, pela PUC de São Paulo, publicada em livro, com DVD documentário anexo, sobre a arte de fazer cordel, desde suas primeiras publicações, até a era digital.

O acervo, todo digitalizado, será disponibilizado, via Net, para o mundo inteiro. O lançamento será nesta próxima sexta-feira na Livraria Cultura, Recife-PE, com participação da Unicordel.

Um presentão para pesquisadores, cordelistas, curiosos, ou seja, a quem interessar possa!


Clique na imagem!


Vates e Violas dão o tom!!!




Três atrações pra lá de boas. Três estilos distintos. Três shows imprescindíveis. Um só evento.
Não conheço o espaço, mas sempre soube de sua inclinação para bons eventos. Tem vaga pra blues, jazz, que dirá pras nossas manifestações musicais que se assemelham!
Vale demais conferir este encontro da nossa diversidade cultural!
Eu vou!!!


--

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Naara e Tonino!!! Isso sim é convidado!


Declamadores em festa!!!

Uma senhora festa para a poesia!
Afogados da Ingazeira reúne os melhores, entre os melhores, declamadores da mais autêntica poesia popular sertaneja, num grande festival de valorização da nossa arte. Além dos grandes declamadores [ver cartaz], ainda tem uma trinca de poetas repentistas de lascar o cano.
Se o tempo abrir [leia-se “aparecer recursos” GRANA] eu vou estar lá com certeza.





quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Próximo sábado!!!


Novidades Interpoética!!!

Tem novidade, à vontade, no site Interpoética, dos amigos Cida e Sennor. Maior arquivo de poetas pernambucanos na grande rede, o site tem várias seções, como entrevistas artigos, colunas, um variado cardápio de poesia, além de links com a participação direta dos seus visitantes.
Na seção Corda Virtual o visitante é convidado a entrar na roda [Roda de Glosa], onde um mote é sugerido e desenvolvido por quem queira participar. São as Pelejas Virtuais, que cada vez mais, levam a poesia para o mundo, através da internet.
Neste mês a seção Corda Virtual, vem atrelada a Coluna Folhas Soltas, do escritor e poeta Ésio Rafael, que narra uma passagem acontecida numa roda de glosas realizada em Arcoverde, nos idos de 1984, de grande valor poético, tanto pela narrativa, quanto pelo os personagens.
Já está valendo, passe no Interpoética, e leia a coluna Folhas Soltas, de Ésio Rafael, e participe da Corda Virtual, deixando sua contribuição para o mote sugerido.

Clique nas imagens!





domingo, 8 de novembro de 2009

Mestres da poesia!

O mestre Manoel Xudú







O mar se orgulha por ser vigoroso
Forte e gigantesco que nada lhe imita
Se ergue, se abaixa, se move se agita
Parece um dragão feroz e raivoso
É verde, azulado, sereno, espumoso
Se espalha na terra, quer subir pra o ar
Se sacode todo querendo voar
Retumba, ribomba, peneira e balança
Não sangra, não seca, não para e nem cansa
São esses os fenômenos da beira do mar.

O próprio coqueiro se sente orgulhoso
Porque nasce e cresce na beira da praia
No tronco a areia da cor de cambraia
Seu caule enrugado, nervudo e fibroso
Se o vento não sopra é silencioso
Nem sequer a fronde se ver balançar
Porém se o vento com força soprar
A fronde estremece perde toda calma
As folhas se agitam, tremem e batem palma
Pedindo silêncio na beira do mar

Não há tempestades e nem furacões
Chuvadas de pedras num bosque esquisito
Quedas coriscos ou aerólito
Tiros de granadas de obuses canhões
Juntando os ribombos de muitos trovões
Que tem pipocado na massa do ar
Cascata rugindo serra a desabar
Nuvens mareantes, tremores de terra
Estrondo de bombas, rumores de guerra
Que imite a zoada das águas do mar.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Aguarde para muito breve!!!


No mercado da Boa Vista, no bairro de mesmo nome, na cidade do Recife, logo após o Largo de Santa Cruz.
Um espaço para reverência a cultura sertaneja.
Culinária, poesia, música, dança e é claro, nossa boa cachacinha.

Em breve, data e hora do abrimento inaugural!!!

Mais uma da Unicordel!!!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Vem ai!!!


PROGRAMAÇÃO

SEXTA-FEIRA – 06/11
20h - Receita de bolo-de-rolo – Como fazer uma festa literária?
Com: Urros Masculinos (PE), Cida Pedrosa (PB) e Marcelino Freire (PE).
Mediação: Cristiano Ramos (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
21h – Abertura – Cerimônia de Inauguração da Pedra Fundamental da Nova Literatura Pernambucana
Local: Rua da Moeda.
21h30 – Por gentileza, fazer silêncio – Apresentação conjunta dos grupos literários Vozes femininas (PE) e Urros masculinos (PE).
Local: Rua da Moeda.
22h - Pula! Pula! Pula! – Recital da sacada do Espaço Corpos Percussivos
Com: Claudio Willer (SP), Cristian Bouthémy (França), Lucila Nogueira (RJ), Marcelino Freire (PE), Valmir Jordão (PE), Flô (PE), Natália Parreiras (RS), Paulo Scott (RS) e Aline Andrade (PE).
Participação do violoncelista Artur Danda (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
23h – Era bom uma musiquinha – Shows com as bandas Semente de Vulcão (PE) e Johnny Hooker & Candeias Rock City (PE).
Local: Rua da Moeda.

SÁBADO – 07/11
10h – 12h Off-sinas
1. Estilos de época na amarração de cadarço: pós-modernismo.
Ministrante: Pedro Américo de Farias (PE), escritor e amarrador.
2. Geração 51 – Como se faz uma legítima caipirinha.
Ministrante: Valmir Jordão (PE), escritor e barman.
3. O pão que o diabo amassou.
Ministrante: Artur Lins (PE), escritor e padeiro.
4. A tenda da mãe Gerusa – consultas esotéricas.
Ministrante: Gersusa Leal (PE), escritora e taróloga.
5. Coffee-sina – Revolucione sua vida usando apenas café solúvel.
Ministrante: Biagio (PE), escritor e barista.
6. Como transformar um poeta marginal num membro da APL.
Personal-ministrante: Henriqueta Weissmüller (SP), socióloga e socialite.
7. Ler é bom pra burro.
Ministrante: Samarone Lima (PE), escritor e pecuarista.
8. Quem ama educa: como cuidar bem do seu pinguim de geladeira.
Ministrante: Marcelino Freire (PE), escritor e colecionador de pinguins.
9. Off-sina-espetáculo: Aprenda a cantar o frevo Madeira do Rosarinho.
Ministrante: Ariano Suassuna cover (Liverpool), ele canta esse frevo.
10. Inspiração – o raio que o parta!
Ministrante: Raimundo Carrero (PE), escritor e meteorologista.
Local: Rua da Moeda.
12h – 15h Palestra “¡La Siesta! – Contribuições da cultura ibérica sob a ótica de Orfeu”.
Com: Você mesmo e seu travesseiro.
Local: Um bem confortável
15h - Concurso de fanzine – Premiação dos vencedores do concurso de fanzine da Fênix Comic Shop.
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
15h30 - Mastigando Nazarian - Onde o escritor paulista Santiago Nazarian terá um conto inédito jogado às raposas famintas.
Com: Santiago Nazarian (SP) e Cristhiano Aguiar (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
16h30 - Lançamento de livros – Rumo ao Rio 2016!
Competidores:
Marcelino Freire (PE) lança Rasif – Mar que arrebenta
Lucila Nogueira (RJ) lança Casta maladiva
Helder Herik (PE) lança As plantas crescem latindo
Wellington de Melo (PE) lança [desvirtual provisório]
Cida Pedrosa (PB) lança As filhas de Lilith
Pedro Américo Farias (PE) lança Parímpar
Samarone Lima (PE) lança Viagem ao crepúsculo
Valmir Jordão (PE) lança Hai Kaindo na real e outros poemas
Artur Rogério (PE) lança Wellington mete o dedo
Gerusa Leal (PE) lança Versilêncios
Dalexon Sérgio (PE) lança A missão do vate
Roberto Queiroz (PE) lança Amor & Revolta
Lara (PE) lança Seleta visceral
Biagio (PE) lança eStanDoS
Aldo Lins (PB) lança Alma de vidro (2. ed.)
Local: Rua da Moeda.
17h30 – Curto-circuito 1 – Apresentações literárias em alta-voltagem.
Com:
Artur Rogério (PE) e Daniel Rangel (PE)
Gerusa Leal (PE) e Flô (PE)
André de Sena (PE) e Washington (PE)
Delmo Montenegro (PE) e Telmo Cristóvão (PE)
Valmir Jordão (PE) e Tales Ribeiro (PE)
Fernando Farias (PE) e Priscila Faisbanchs (PE)
Marcelino Freire (PE) e Ivana Arruda Leite (SP)
Natália Parreiras (RS) e Paulo Scott (RS)
Felipe Júnior (PE) e Mariane Bigio (PE)
Wellington de Melo (PE) e Amanda Moraes (PE)
Local: Rua da Moeda.
19h – Era bom um filminho
Exibição dos vídeos:
Pelo caminho mais curto, direção de Artur Rogério (PE).
Jogos frugais frutais, direção de Jomard Muniz de Britto (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
20h – Almoço nu – Apresentação do grupo de teatro Cia Duvidosa (PE).
Local: Rua da Moeda.
20h30 – Toca da raposa – Tudo o que você sempre quis saber sobre Jomard Muniz de Britto, mas ele nunca te deu tempo de perguntar. Anonimato garantido!
Com: Jomard Muniz de Britto (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
20h30 – Odemar – Monólogo de Sebastião Simão (PE) baseado na Ode marítima de Fernando Pessoa.
Local: Canal das Artes, Rua Vigário Tenório, 117, Recife Antigo.
22h – Chá dançante da ABL – Lançamento da antologia pernambucana de autores Tudo aqui fora escrito, tudo fora escrito ali em um ambiente familiar e acadêmico.
Debate com Delmo Montenegro (PE) e Johnny Martins (PE).
Mediação: Gera Cyber (PE).
Discotecagem com o DJ Paulo Floro (PE) e performance de Gera Cyber (PE).
Local: Francis Drinks, Av. Alfredo Lisboa, 33, 1º andar, Bairro do Recife, quase na frente do Marco Zero, exatamente na frente da lombada eletrônica.

DOMINGO – 08/11
05h às 12h - Palestra “Conduzindo o sol do horizonte ao zênite”.
Palestrante: Deus.
Perfomance: Sol.
Vagas: mais ou menos três bilhões.
Local: ao leste.
14h – Curto-circuito 2 – Cuidado com o fio-terra, menino! Apresentações literárias.
Com:
Cida Pedrosa (PB) e Raimundo Moraes (PE)
Bruno Piffardini (SP) e Aline Andrade (PE)
Samuca Santos (PE) e Vinicius Solto (PE)
Artur Lins (PE) e Kalina Vanderlei (PE)
Biagio (PE) e Miró (PE)
Adiel Luna (PE) e Kerlle Magalhães (PE)
Carol Bello (PE) e Sandro Guerra (PE)
Malungo (PE) e Chicão (PE)
Cristhiano Aguiar (PB) e Conrado Falbo (PE)
Helder Herik (PE) e Bernardo Sampaio (PE)
Pedro Américo de Farias (PE) e Josi Guimarães (PE)
Local: Rua da Moeda.
15h40 – Curto-circuito 0 – Cuidado com o curto-circuito, menino! Apresentações de grupos literários.
Com:
Dremelgas (PE)
Nascedouro Poético (PE)
O Baile dos Seres Imaginários (PE)
Local: Rua da Moeda.
16h50 – FreeCareta – Procissão poética pelas ruas do Recife Antigo, em louvor ao imortal J. G. de Araújo Jorge, padroeiro da 1ª. FreePorto. Leve a sua vela!
Participação do grupo Corpos Percussivos (PE).
Concentração: Rua da Moeda.
18h – Era bom uma musiquinha pra acabar – Encerramento da 1ª FreePorto: desculpa para continuar bebendo e esquente para a 2ª FreePorto. Shows com as bandas Griô (PE) e Anjo Gabriel (PE).
————————-
MAIS
MAIS 1: A toda hora, a todo momento, exposição Palavra Proibida do artista plástico Pedro Buarque (PE).
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
MAIS 2: A toda hora, a todo momento, intervenções do artista plástico Sérgio Altenkirch (PE).
Local: Rua da Moeda.
MAIS 3: Nas três noites, exposição fotográfica do Mandacaru Foto Clube.
Local: Rua da Moeda, ao lado da Galeria Arte Plural.
MAIS 4: Na noite do sábado, exposição fotográfica São José do Egito de Artur Rogério (PE).
Local: Rua da Moeda.
MAIS 5: Sábado e domingo, Ovo da raposa, cabine de Sebastião Simão (PE).
Local: Rua da Moeda.
MAIS 6: No sábado à tarde, a qualquer momento, performance de Fernando Ribot (Espanha).
MAIS 7: Durante todo o evento, romaria a J. G. de Araújo Jorge. Convidados devem depositar seus ex-votos no altar.
Local: Espaço Corpos Percussivos, 150, Rua da Moeda.
MAIS 8: A qualquer hora, a qualquer momento, em qualquer lugar, tranqüilo e infalível como Bruce Lee, impávido que nem Muhammad Ali, Miró (PE) invade!!!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Festa para literatura!!!

Não consigo pensar em outra forma de definir como foi participar da Jornada Literária Portal do Sertão, em Arcoverde [de 15 a 18 de outubro], sem que seja através de um maiúsculo, FOI DO K...
E foi mesmo! As imagens abaixo falam por si só!
Estar entre figuras que figuram no cenário nacional do fazer literário, foi uma experiência enriquecedora, do ponto de vista do conhecimento, além de festiva e canavieira, é claro, do ponto de vista dos grandes encontros.
Mesmo tendo um peso nacional, muitos dos convidados eram, da gema, sertanejos como tantos que ali estavam, a exemplo de; Marcelino Freire e Ésio Rafael [Sertânea], Micheliny Verunschk e Lirinha [Arcoverde], Cida Pedrosa [Bodocó], isso só pra dá um gostinho.
Foram 04 [quatro] dias de festa para celebrar, não só a literatura, mas também, a dança, o teatro, a música, a poesia, enfim, tudo que dignifica a arte!
A Jornada Literária Portal do Sertão, em sua primeira edição, foi disseminada pelos municípios de Arcoverde e Buíque e no distrito do Carneiro [que fica entre as duas cidades], além da palestra de encerramento com o Professor Lourival Holanda, na Serra das Varas [distrito de Arcoverde], no Bar e Restaurante do Brejo, um oásis em cima da Serra.
Sem medo da redundância; FOI DO K...






quarta-feira, 14 de outubro de 2009

E haja festa!!!

[Mauro Machado, Marcos Passos, José Honório, Maria Alice, Ésio Rafael sua esposa Celis, Edson, Cida Pedrosa e seu esposo Sennor, e agachados Astier Basílio e eu]

A VII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, passou deixando um rastro de novos conhecimentos, aprendizados e grandes encontros, como o revelado nesta foto. Foi uma maratona de 12 dias de muita festa pra cultura de modo geral. Não só a literatura, como também, a música, a poesia declamada, a culinária, e várias outras formas de expressão de uma cultura, tiveram espaço e foram, igualmente, festejados.

E o mês ainda promete. A partir de hoje [dia 14], tem início a Jornada Literária Portal do Sertão, realizada em Arcoverde, Buíque e no distrito do Carneiro, que fica entre as duas cidades. Uma grande festa, com grandes nomes da literatura nacional, regional e local, numa valorização insofismável à cultura do povo do sertão.

A partir de amanhã, estarei lá, em Arcoverde, junto a nomes como, Marcelino Freire, Micheliny Verunschk, Lirinha, Raimundo Carreiro, Cida Pedrosa, Ésio Rafael, Lourival Holanda e muito mais gente de alta calibragem literária. Com certeza, voltarei carregado e embriagado, com tanto que aprenderei neste convívio tão rico e fértil de pensamentos e pensadores.

Estejam todos convidados a participar. A festa é aberta ao público. PARTICIPEM!!!
Clique na imagem



sexta-feira, 9 de outubro de 2009

João Cabral de Melo Neto - Pernambucano!

Para o poeta da Rua da Aurora. Do Cão sem plumas. Da solução das rimas. De Morte e vida Severina. Pelos seus 10 anos de transcendência!



Tecendo a Manhã
João Cabral de M. N.

1

Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito de um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã, desde uma teia tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.

2

E se encorpando em tela, entre todos,
se erguendo tenda, onde entrem todos,
se entretendendo para todos, no toldo
(a manhã) que plana livre de armação.
A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
que, tecido, se eleva por si: luz balão.

Jornada Literária em Arcoverde-PE

Arcoverde está mais uma vez em festa, e fazendo festa para arte, em todas as suas nuances. Depois do Festival Cena Aberta de teatro, em setembro, agora vem ai a Jornada Literária Portal do sertão, que acontece de 14 a 18 de outubro, em vários locais; SESC, AESA, Cecora, [mercado público], Fundação Terra, e ainda na cidade de Buíque.

O evento tem uma vasta, e bem elaborada, programação, trazendo gente de peso na literatura, local e nacional, sem esquecer que alguns nacionalmente festejados, têm suas raízes fincadas no solo sertanejo, de onde ganharam o mundo.

Exemplo disso temos os craques; Marcelino Freire e Ésio Rafael [Sertânea], Michelyne Verunscky e Lirinha [Arcoverde], Cida Pedrosa [Bodocó], Raimundo Carrero [Salgueiro], e, com muito orgulho, eu, Jorge Filó, um doido híbrido [nascido em Recife, criado no Pajeú, com referenciais de adolescência e juventude, em Arcoverde], no meio de todas essas feras.

Então é isso, Jornada Literária Portal do Sertão, uma festa literal para literatura. Pra ninguém botar defeito. E eu vou estar lá. Venham todos!!!


Clique na imagem

DVD Cristina Amaral!!!


Uma das mais representativas artistas da nossa nação forrozeira, Cristina Amaral, faz festa, e bote festa nisso, para gravação do seu DVD, com o título A vida é um circo, que acontece em um dos locais mais afinados com o forro e com a cultura popular, principal palco do São João do Recife, além de ser um dos mais belos parques da cidade, o Sítio da Trindade.

Com uma penca de grandes e ilustres convidados, Elba Ramalho, Cesar Amaral, Geraldo Azevedo, Maciel Melo, só pra citar alguns nomes, esse show-gravação DVD, torna-se imperdível, principalmente pelo carisma da anfitriã.

Vale, e muito, conferir mais este grande evento da nossa nação forrozeira!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Um convite de Zelito Nunes!

O homem tem mais patrocinador do que a Fórmula 1 todinha.

Este, com certeza, será o mais animado stand da VII Bienal do Livro de Pernambuco inteirinha. Veja mais abaixo a programação para todos os dias da Bienal.


Relançando A Igreja do Diabo!!!

Relançamento Cordel

No ano de 2004 lancei meu primeiro livro, melhor dizendo, um cordel-livro, em formato de bolso, uma adaptação do conto Machadiano A Igreja do Diabo, acrescido do subtítulo e a contradição humana, seguindo uma tradição dos antigos cordéis.

Então, passados 05 anos do lançamento, resolvi aproveitar o momento de efervescência da VII Bienal do Livro de Pernambuco, e relançá-lo, em segunda edição pela Ed. Bagaço [a anterior foi pela Ed. Coqueiro], percebendo que, muitos que me conhecem, não possuem o livreto.

O lançamento será no stand da Unicordel, entidade da qual sou membro fundador, e que, através de figuras como José Honório, Altair Leal, Neluce Vanessa, Felipe Jr e tantos outros, vem fortalecendo cada vez mais nossa arte de cordelizar.

Será uma grande honra contar com a sua presença e de seus amigos, familiares, visinhos, colegas, conhecidos e quem mais você quiser levar. Com certeza teremos recitais, cantorias e uma boa cachacinha pra acompanhar.

O dia e a hora ainda não foram definidos, provavelmente na quinta [dia 08], as19h. Assim que tivermos a confirmação, entraremos em contato.

Um abraço em todos!



terça-feira, 29 de setembro de 2009

Mais uma da Passa Disco!!!

Esta festa eu num perco nem que dê a gota.
E mas que vai ter, além de Jessier, que já é uma tuia de balai cheio, Xangai, Dominguinhos, Josildo Sá e o Maestro Spock. Dá pra tu!!!


Poeta Rogaciano Leite em festa!

Ao completar 40 anos de seu encantamento, o poeta Rogaciano Bezerra Leite, o segundo Faraó do Reino Encantado da Poesia de São José do Egito, embora tenha nascido na Fazenda Umburana, distrito desta cidade, hoje município de Itapetim, recebe grandes homenagens de seus conterrâneos e de todo o Brasil de Poetas.

Em vista desta passagem, o poeta terá relançada sua obra prima, o livro Carne e Alma, uma antologia de seus celebres poemas, na VII Bienal do Livro de Pernambuco, para nosso maior orgulho, no stand da representação sertaneja no evento Cariri e Pajeú – Armazém Cultural, sob a organização do Box Sertanejo e do poeta escritor Zelito Nunes, com colaboração de Marcelo Coelho e Junior do Bode.

O poeta também será lembrado e homenageado em sua terra natal, Itapetim, onde se realizará um grande Festival de Poetas Repentistas e haverá a inauguração de uma estátua do mestre, e ainda uma Missa em memória dos 40 anos de seu falecimento.

A programação dos dois eventos, você confere nos cartazes em anexo.

...Um dia de uma idéia uma semente verte
Resvala fecundante e se agregando ao solo
Levanta-se, floresce e êi-la a suster no colo
Os frutos que não tinha enquanto estava inerte...

Trecho do poema Os Trabalhadores, exposto na praça central de Moscou.





Casa nova pra Voz do Sertão!


Já está no ar [de segunda a sexta, das 12h as 13h], agora na Rádio Folha [FM 96.7], o programa que transporta a “Voz do Sertão” pra capital. É isso mesmo, o programa A Voz do Sertão, com a jornalista e radialista Roberta Clarissa, que comanda as entrevistas e participações de poetas e cantadores repentistas de todo Nordeste, agora está de casa nova.

Depois de grande temporada na Rádio Universitária AM, onde conquistou uma audiência consistente, junto a um público ávido por poesia e repente, chega agora à Rádio Folha com mesma força e prestígio. Roberta Clarissa, que já lançou livro contando as histórias do programa, é, hoje, uma das grandes proclamadoras da nossa rica cultura da arte do improviso.

Vale a pena conferir e se deleitar com as entrevistas e baiões cantados pelos nossos maiores representantes desta grande arte. Quem quiser, pode ouvir o programa pela net no site da rádio, através do link www.folhape.com.br/.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Poemetos meus.

Da Fé

Eu nada sei do que sei
Como já filosofado
Pois do muito que pensei
Está certo, estava errado
No sofisma dos ateus
Não acredito em Deus
Mas posso estar enganado.

Da política

A Esquerda e a Direita
São dois lados bem distintos
A Direita só tem lobos
Devoradores famintos
Os cordeiros da Esquerda
Hoje em dia estão extintos.

Trocadilhando

Gonçalves Dias atrás
Amolou o Machado de Assis
Dizendo – Eu lhe Castro Alves
Não coma essa Imperatriz
Leopoldina gritou
O Conde D´eu porque quis.

Da graça

Já perto do meio-dia
Sai pra beber cachaça
Fui tomar a do almoço
Que é de lei e de graça
Voltei na hora da janta
Levando tombo na praça.

Mudando o mote

Logo de manhã cedinho
Bato a primeira, a segunda
A terceira me inunda
A quarta é devagarzinho
Já a quinta é com carinho
A sexta é com alegria
Quando é no fim do dia
Vai em vinte a derradeira
A punheta é companheira
De quem não tem companhia.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Mais uma da Passa Disco!!!


Depois de ter sido preterido em seus eventos, sempre muito concorridos por seleta platéia, nas instalações onde se localiza, no Shopping Sítio da Trindade, a loja Passa Disco, do nosso amigo Fabio Cabral, passa a realizar seus eventos no Bar Seu Cafofa, que fica na mesma rua, Estrada do Encanamento, em Casa Forte.

Nesta primeira edição, em novo local, a Passa Disco, faz festa para o lançamento do primeiro CD da Banda Quarteto Olinda, que fará um Poquet Show de lançamento no referido bar. O CD, que leva o mesmo nome da banda, é fruto da experiência dos músicos, que tocam já a um bom tempo, no bar Xinxim da Baiana, em Olinda, fazendo o mais autêntico forro de rabeca.

Vale conferir!!!

Serviço.

Projeto Passa Disco
O que? Lançamento do CD Quarteto Olinda
Onde? Bar Seu Cafofa [Estrada do Encanamento, 1400, Casa Forte]
Quando? 23 de Setembro de 2009 [quarta-feira]
Que hora? 20h

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Para o Mestre Zé!

Zé Marcolino e Manoel Filó, em tempos idos.



Sempre no mês de setembro, na cidade pernambucana de Tabira, acontece a Missa do Poeta, em homenagem ao mestre Zé Marcolino, um dos nossos maiores retratistas dos costumes, da fauna, da flora e tudo mais que seja ligado ao universo sertanejo.
Com uma peculiar maneira de observar e poetizar esses aspectos do sertão, onde nasceu, viveu e morreu, o mestre Zé Marcolino, tem destaque garantido na história da musica nacional, com suas belas composições e parcerias com outro grande mestre, Luiz Gonzaga. Este gravou várias músicas do mestre Zé.
É incontestável a sua contribuição para nossa arte. Zé além de grande compositor foi repentista, glosador, contador de causos e cantor de suas próprias canções, as quais acompanhava com toques sutis em uma caixa de fósforos. Era um ajuntador de gente, fosse cantando ou contando, cantigas ou causos, esses também, muitas vezes criados por ele mesmo.
Convivi pouco com o mestre Zé, digo pouco pelo grau de amizade que o mestre Zé tinha com meu pai, o poeta Manoel Filó [na foto com ele], com quem mantinha uma estreita convivência, sempre regada a poesia, musica e uma boa cachacinha, que ninguém é de ferro. Amigos desde muito tempo e com grandes amigos em comum, os poetas sempre festejaram essa amizade com muita poesia e respeito mútuos, e que ficaram como herança para ambas as proles.
Voltando a Missa do Poeta, a festa sempre teve seu lado religioso com a missa rezada em versos, mas sempre preservando seu lado profano, com apresentações de grupos e cantores do forró “legítimo”. E é assim, todos os anos vários artistas da nossa cultura popular, chegam a cidade para prestar sua homenagem a este grande mestre que é o Poeta Zé Marcolino, merecidamente.
E viva o mestre!
Este ano a feste será no dia 19 deste mês de setembro de 2009.
Um abraço a todos e até lá!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

No terreiro do São Francisco!

O poeta Dr. Ricardo Moura, o Mestre Zé de Cazuza [de chapéu], o poeta Greg Marinho e eu.


O cabra só sabe o quanto a metrópole é agressiva quando passa, pelo menos, um dia no sertão. Um dia que seja, debaixo de um umbuzeiro, rodeado de verde, pássaros, bodes, é um verdadeiro deleite para alma e para o corpo.

Estive no final de semana passado, dias 06 e 07 de setembro, na casa do Mestre das Artes da Paraíba, José Nunes Filho, nosso mestre Zé de Cazuza, ou como gosta de chamar Zélito, Zé de Piônia. Um gigante no trato da arte do improviso.

O mestre Zé esteve recentemente em reportagem na TV que tratava da memória e foi retratado como O homem gravador, por ser o principal recitador, ou como diz ele, um ressuscitador, de versos dos grandes mestres do repente, como Pinto de Monteiro, Antonio Marinho, Louro do Pajeú e tantos outros do século passado.

O Mestre Zé é capaz de passar horas e horas declamado poesias de grandes mestres do repente além de poetas dos mais variados seguimentos da poesia, e, é claro, seus próprios poemas. Uma característica peculiar do Mestre é declamar os versos improvisados por grandes cantadores na toada especifica de cada um deles, o que torna sua declamação uma viajem a parte.

No seu terreiro, domingo passado [dia 06], estive ao lado de outros grandes nomes da poesia como os poetas João Paraibano, Sebastião Dias, Enoque Ferreira, entre outros. Foi um dia de graça, de poesia e descanso da mente e do corpo. Voltei renovado, rejuvenescido e pronto para o enfrentamento diário com a cidade grande. Valeu demais a visita!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A festa da Prata-PB!


Pois é o I Festival Nordestino de Cultura, que iria acontecer na Prata-PB, foi realmente cancelado, mas não por completo. Por falta de recursos que vinham do Minc, teve que ser alterada a grade do evento, que ainda terá, no sábado, declamadores da região com shows de Maciel Melo e Acorde Matuto, e no domingo, sua atração maior que é o XII Festival de Repentistas com as presenças de;

Ivanildo Vilanova e Raimundo Caetano
João Paraibano e Sebastião Dias
Valdir Teles e Zé Viola
Raulino Silva e João Lourenço
Rogério Meneses e Hipólito Moura

Além de shows Com Vates e Violas e Amazan e Banda.
Vendas de livros, cordeis, CDs...

Realização: Prefeitura Municipal de Prata-PB
Prefeito Marcel Nunes de Farias
Coordenação: Felisardo Moura Nunes [0xx83-9975.0310]

Quem estava de viajem marcada para Prata, pode e se arrumando que festa vai ser grande. Eu estarei lá no domingo logo cedo para aproveitar o máximo da companhia dos grandes mestres do repente, além, é claro, da hospitalidade do Mestre da Artes da Paraíba Zé de Cazuza.

Um abraço a todos!

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Um recado de Cida Pedrosa.

Convidamos para o Sarau Plural.

Participam Homero Fonseca, Flávio Brayner e Sérgio Gusmão.

CONVIDADA ESPECIAL: CIDA PEDROSA.

Tema: Eros, pra que te quero.

O erotismo na literatura, na música, no teatro, em todo canto.

Textos de Drummond, Lorca, Leminiski, Vinicius e Flaubert, músicas de Chico Buarque, Bororó, Lupicínio, Nazaré.

ENTRADA FRANCA.
TERÇA-FEIRA, 25 DE AGOSTO19 HORAS
ARTE PLURAL GALERIA
RUA DA MOEDA, 140 RECIFE ANTIGO

Um evento já consolidado! Vale conferir!!!


terça-feira, 11 de agosto de 2009

Mestres da poesia!


Eulália
"Deixei-a solitária por uns dias,
Enquanto melhorava de ciúme,
E saí pra evitar muitas profias
Que entre nós já se davam de costume.

Nesse tempo eu andava arruinado!
As brigas entre nós, frequentemente
Transformaram a abelha do passado
Numa aranha de dor sempre presente!

Então o inseto que fazia, outrora,
Mel de carícias na feliz comeia,
Vinha fazendo entre nós dois, agora,
O fel da vida - numa horrível teia!

Corri mundos... andei por terra estranha
Procurando renúncia, esquecimento...
Mas dia-a-dia se infiltrava a aranha
Na teia enorme do meu pensamento!

Mandava-lhe presentes de onde estava,
Escrevia-lhe cartas carinhosas
Pedindo que esperasse qe eu voltava
E novamente nasceriam rosas...

Mas, uma noite, (Trsite noite, amigo!)
Eu entrei num Cassino...(Que amargura!)
Ai! Não chores de ouvir o que te digo
Nem te rias da minha desventura!

A sala estava cheia de cinismo
Dos que, no vício, vão matar a sede...
Era um antro de fumo e alcoolismo,
Com visões sensuais pela parede!

Uma perfume de bétulas e sândalos
Rescendia da carne e sedas finas,
E a luz envergonhada dos escândalos
Parecia tremer... sob as cortinas!

A dona do Cassino, a abelha-mestra
Do cortiço infeliz, torpe e devasso,
Dava bebida aos maganões da orquestra
E mandava agitar sempre o compasso...

Enquanto os instrumentos gargalhavam
Na frivolência do pagode insano,
Eu distinguia as notas que choravam
Nas cordas ultrajadas de um piano!

Mais tarde,(Era o intervalo do pecado!)
Enquanto a orquestra demorava o ensaio,
A pianista curvando-se ao teclado,
Dedilhava a canção ROSA DE MAIO...

Era aquela canção - quando partimos -
A que eu Eulália tocava todo mês...
Pois foi no mês de maio que nos vimos,
Eulália e eu - pela primeira vez!

Recordação...Saudade...Sofrimento...
Aproximei-me sem saber por quê...-
Era Eulália que estava no instrumento!
Sim, Eulália... vestida de "soirée"!

Quando me viu eu vi também seu vulto
Afogar-se nas brumas de uma desmaio...
E até hoje em minh'alma um piano oculto
Vive sempre a tocar ROSA DE MAIO!..."
Rogaciano Leite